{ "data": [ { "event_name": "Purchase", "event_time": 1656095153, "action_source": "email", "user_data": { "em": [ "7b17fb0bd173f625b58636fb796407c22b3d16fc78302d79f0fd30c2fc2fc068" ], "ph": [ null ] }, "custom_data": { "currency": "BRL", "value": 1.99 } } ] "test_event_code:" "TEST15652" }
 

Acne

Acne é sempre um dos assuntos mais comentados por aqui. Não à toa, pois pode acometer até 90% dos adolescentes do ocidente e a acne da mulher adulta torna-se cada dia mais prevalente. Estima-se que cerca de 16 milhões de brasileiras sofrem com este quadro. 

Alguns estudos vêm demonstrando associação deste quadro com sintomas de ansiedade e depressão. 

 

É preciso investigar ainda se o quadro está relacionado com alterações hormonais ou doenças endócrinas, como a síndrome do ovário policístico

 

A boa notícia é que é possível tratar a doença, e o caminho pode estar na combinação de terapias. 

 

No Brasil, a pesquisa dermatológica na área tem se diferenciado não só por liderar uma série de descobertas, ganhando expertise no assunto, mas também por enxergar a paciente de forma holística. Entendemos que não tratamos somente uma doença de pele, e sim uma paciente que tem a sua vida totalmente afetada pela condição.

acne.jpg