{ "data": [ { "event_name": "Purchase", "event_time": 1656095153, "action_source": "email", "user_data": { "em": [ "7b17fb0bd173f625b58636fb796407c22b3d16fc78302d79f0fd30c2fc2fc068" ], "ph": [ null ] }, "custom_data": { "currency": "BRL", "value": 1.99 } } ] "test_event_code:" "TEST15652" }
 
Buscar
  • Dra. Bruna Tavares

Antes e depois

Atualizado: 4 de ago. de 2020



Há uma grande discussão em relação a permissão ou não da publicação de fotos de antes e depois por médicos nas redes sociais. Mas, apesar da divergência de pontos de vistas dentro da nossa classe, o fato é que pelo menos até o momento isso não é permitido pelo conselho de Medicina.

Muitos pacientes e seguidores me perguntam porque não posto meus resultados para que vejam o meu trabalho e decidam acerca do procedimento indicado. Além de não fazê-lo por respeitar as normas do meu Conselho, tenho razões particulares que me levam a crer que esse artifício não é o melhor caminho, apesar de respeitar a opinião e o ponto de vista dos colegas que são a favor.

Minhas reticências quanto este tipo de divulgação são as seguintes:


  • As fotos podem sofrer interferência de luz, ângulo de enquadramento, fundo e distanciamento da câmera.Diversos colegas médicos, de forma brilhante, postaram fotos de “antes e depois” usando somente este artifício para que parecessem ter realizado alguma intervenção.


  • Photoshop e filtros podem manipular as fotos. Existem diversos aplicativos que corrigem defeitos da face, alteram proporções e modificam o aspecto e tonalidade da pele. O próprio Instagram trouxe ferramentas de uso bem simples com tais efeitos.


  • Último e talvez mais importante: Não é possível garantir os mesmos resultados para todos os pacientes, e essa expectativa gerada no paciente pode não ser real e soar como falsas promessas.

  • Muitos tratamentos sofrem influências de fatores inerentes ao paciente, como idade, tipo de pele, características anatômicas, alimentação, estilo de vida etc. Uma mesma técnica, aparelho e/ou produtos, podem gerar resultados completamente distintos em indivíduos diferentes.



A intenção deste texto não é mostrar minha opinião pessoal ou criticar colegas, mas sim alertar para os riscos da divulgação sem ética dos resultados dos procedimentos estéticos.

Escolha o profissional que cuida da sua beleza com critério e cuidado. E tenha sempre em mente a importância de zelar pelo bem mais precioso que é a vida (e a saúde).


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo